< Voltar

“Meu caminho para a gentileza” – o publicitário Fernando Oliveira criou o projeto Gentilezinha

Peça de teatro percorre escolas e locais públicos com uma mensagem de cidadania e... gentileza, claro

Sou publicitário, e estive sempre envolvido com projetos e campanhas, navegando pelas diretrizes de agregar valor às marcas atendidas, com viés promocional e aumento nas vendas. Exposição de marca e bom posicionamento é o que norteava. E sempre fiz isso com muita dedicação. Mas eu queria mais. Eu queria me envolver, também, com projetos que me tocassem pessoalmente.

Meu envolvimento com o terceiro setor começou promovendo parcerias com empresas para fechar apoios e patrocínios de projetos esportivos para formação de atletas. Era muito gratificante – mas, por não darem tanta visibilidade para os apoiadores, os projetos acabavam não indo para frente. E isso sempre era motivo de frustração para todas as partes.

Me ocorria, então, o pensamento, a questão: como me envolver com as questões sociais que nos cercam e ainda assim conseguir proporcionar experiências positivas de marca para os patrocinadores? Afinal, sou publicitário. Mas acima de tudo sou uma pessoa preocupada com o mundo em que vivemos e com vontade de contribuir para mudá-lo.

Assim surgiu o Gentilezinha. Um personagem de fácil assimilação para o público alvo – as crianças – e, ainda assim, com potencial mercadológico para atrair investidores no projeto. Afinal, precisamos de apoio para fazer projetos sociais que se sustentem e alcancem seus objetivos. Desta forma, ficou mais evidente que o grande ganho para as empresas se dá no exercício de sua contrapartida social.

Aparecer na TV, jornais e outras mídias, simplesmente pagando pelo espaço, já não traz diferencial para as marcas. Para isso, basta dispor de verba de marketing. Mas ao utilizar mecanismos de incentivo fiscal, o chamado “projeto incentivado”, onde os recursos são públicos, podemos criar ações de responsabilidade social. Isso faz a diferença nas relações entre projeto e apoiador. E efetivamente traz ganhos institucionais, prestígio e visibilidade de marca para as empresas que escolhem este caminho.

O projeto Gentilezinha foi criado para tratar de temas como cidadania e educação com nossas crianças.

Só cuidando delas podemos almejar um mundo melhor, menos caótico. Não adianta só “deixar um mundo melhor para os nossos filhos” – é preciso deixar “filhos melhores para o mundo”.  E, pensando em uma criação divertida e de fácil assimilação pelas crianças, partimos para a mobilização comunitária.

Como costumo dizer “Responsabilidade Social is the new black”. Que venham novos empresários de comunicação, novas empresas e novos personagens comprometidos em construir um mundo melhor para todos.

O projeto Gentilezinha está percorrendo vários bairros do Rio e leva o nome e o legado do Profeta Gentileza – que marcou a história da cidade – para crianças de comunidades carentes. O espetáculo Gentilezinha e o Mundo Encantado da Cidadania transmite para as crianças valores como generosidade, tolerância, honestidade e gentileza através de uma história lúdica, que tem o personagem Gentilezinha como protagonista. A peça vem sendo apresentada em locais públicos e escolas públicas e segue até o período de Natal.

SERVIÇO

Gentilezinha e o Mundo Encantado da Cidadania

01/11,  13h – Escola Municipal São Domingos -Praça Confederação Suíça, s/nº – Comunidade do Guarda – Nova América
04/11, 15h – Tiradentes Cultural – Praça Tiradentes, S/N – Centro
09/11,  9h  – Escola Municpal Sergipe – R. Itapuã, 581 – Vicente de Carvalho
10/11 – CIEP Antônio Candeia Filho  – Av. Brasil, s/n – Coelho Neto
11/11, 15h – Cruzada – R. Humberto de Campos, 95 – Leblon
12/11, 9h – Praça Nossa Senhora da Paz – Ipanema
15/11, 10h – Local a ser definido – Irajá
16/11, 9h – Escola Municipal Levy Neves – R. J.B. de Carvalho n° 64 – Tomás Coelho

Próximos locais ainda a definir.

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone