< Voltar

Casal decide empreender e cria rede de comida saudável: “é preciso inovar para se destacar”

Valéria Ramos fala da importância da persistência na trajetória empreendedora ao lado do marido e sócio, Maurício Valente,

 

 

Não poderia haver uma palavra que defina melhor minha trajetória no mundo dos negócios do que persistência. Sou advogada, trabalhei em um escritório da área, mas abri mão do emprego em prol da educação dos filhos. Após essa primeira etapa, percebi que tinha de retomar as atividades profissionais. Ao lado de um sócio, iniciei minha trajetória como empreendedora. Inicialmente, toquei a operação de três livrarias no Rio de Janeiro, onde havia um pequeno café: o primeiro contato que tive com o ramo de alimentação. Infelizmente, o negócio não vingou. Mesmo com o choque inicial, resolvi não desistir e redirecionei meu foco para o mercado de franquias.

Nessa hora resolvi partir de vez para a área de alimentação, com a qual já tinha afinidade. Num período de cinco anos, tive a oportunidade de trabalhar como franqueada de diversas redes, observando coisas boas e coisas ruins para aplicar em um negócio próprio. Buscava um negócio que unisse suporte, boa margem de lucro, bons insumos, central de distribuição organizada e principalmente transparência, atributos que algumas dessas redes não apresentavam. Mas também sabia que precisava ser algo inovador para poder se destacar no segmento mais procurado e concorrido na hora de empreender.  Foi quando tive um estalo  – e pronto! Aquela experiência adquirida ao longo dos anos foi fundamental para me arriscar novamente e partir para a abertura do meu primeiro negócio, a Dagosto Bistrô.

O começo da primeira loja foi árduo. Engana-se quem pensa que abrir o próprio negócio é fácil e tranquilo. Tive que me desdobrar na cozinha, no atendimento, na negociação com fornecedores, aprender a lidar com os funcionários, fidelizar clientes…. fui aprendendo no dia a dia. Mas sabia que a decisão havia sido correta. Ano passado, resolvi dar mais um passo vendo a possibilidade de franquear o negócio. Atualmente, a rede conta com três unidades, todas no Rio de Janeiro. Para 2018, a meta é expandir para outros centros, como São Paulo. O faturamento em 2017 foi de R$ 3,5 milhões, o que mostra que estava certa em continuar acreditando em meu espírito empreendedor. Por isso, a dica é acreditar sempre e desistir jamais.

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone